22 de set de 2011

Educação e a educação

Hoje durante o dia li diversas opiniões a respeito da greve dos professores da rede estadual de ensino de Minas. Todos os comentários sempre foram em defesa dos professores que lutam por equiparação salarial ou reajuste digno, tanto faz.

O fato que parece esquecido nisso tudo é dos estudantes que estão a praticamente 4 meses sem aulas e mesmo com contratação de professores substitutos, esquemas de reposição de aulas e tal continuam perdendo.

Bom minha opinião a respeito: 
Acho que tudo se resolveria se sindicado exercesse sua função e parecesse de se preocupar com politicagens, por que ao que me parece isso é questão mais política do que uma discussão sobre reajustes de salário. Enfim pobres dos otários professores que vão fazer manifestações na ALMG que fazem greve de fome (verifiquem a água deles sim) e que sabendo ou não são peças no tabuleiro de interesses maiores.

Reprodução G1
Por outro lado, o governo deveria parar de brincar de cabo de guerra e fazerem quantas reuniões forem necessárias com representantes do sindicato, pois já que a briga é por visibilidade, os representantes do ministério saiam de bonzinhos - nós os recebemos todas as vezes que estiveram aqui, eles que não quiseram negociar - boa resposta.

Enfim, amigos, só sei que isso não vai dar em nada, por mais que tenham medidas provisórias, mandatos da Justiça isso não vai se resolver, por que o foco principal não é o reajuste dos pobres professores e sim, mais uma vez, vaidades do sindicado x poderio do Governo.

14 de set de 2011

Inovar ou Esperar

Eis que tá um questionamento interessante: Sair na frente e Inovar ou aguardar e Adaptar?
Pois bem pergunta dificil de responder, mas vamos exemplicar para ver se fica fácil entender o meu ponto de vista:

A um ano atrás, para ser mais exato em Janeiro de 2010 a APPLE lançava o tal do IPad que no começo veio meio acanhado mas logo virou febre e hoje é a febre tecnológica atual. Mas bem antes disso em Setembro de 2008 a GOOGLE lança o primeiro celular com sistema operacional Android. Para quem não sabe sistema operacional é o coração da maquina, basicamente o que a faz funcionar. Aí que tá o ponto que quero discutir, hoje a Apple domina o mercado mundial de tablets e a Google com seu Android domina 99% dos corações dos tablets concorrentes da Apple.

Isto estava indo muito bem até ontem (13/9/11) quando a toda poderosa e conservadora MICROSOFT apresenta a ultima versão do Windows ou o Windows8. E não é que veio para literalmente arrebentar com todos. Isso porque seu S.O praticamente não traz nenhuma funcionalidade a mais que os demais, mas há uma ganho imenso em velocidade de processamento e layout. Pois bem voltamos ao ponto inicial da nossa conversa. É interessante sair na frente e inovar ou esperar os concorrentes lançarem seus produtos?

Neste caso temos um bom exemplo de quando esperar é melhor do que inovar,  por se tratar de um novo tipo de produto que em breve dominará e mudará tudo o que entendemos de computadores hoje é fundamental lançar um S.O que tenha a funcionalidades que os consumidores esperam. E com engenharia reversa (desmontar o produto para saber como é feito) de esperar e analisar o comportamento dos consumidores lançar um novo  produto do jeito que os clientes gostariam de ter. Não é que funciona!

Já num outro tipo de mercado acredito que a melhor forma de agir e justamente ao contrário.
Vamos usar de exemplo o setor de sorvetes. Hoje praticamente todas as marcas regionais trabalham com os mesmos produtos, isso porque todas as formulações são do mesmo criador. Isso mesmo, hoje quem tem a formula dos sorvetes é o fornecedor de matéria-prima  na nossa região geralmente é mais a Duas Rodas. O que mudam e que diferencia o sabor de uma marca para outra e a quantidade de cada ingrediente que vai na formulação.

Quer um exemplo prático, muda o nome de marca para marca, mas aquele tipo de picolé mais grosso - gira gira (Ygloo), gira girou (TOC FRIO) ou gira meu (CREME MEL) é praticamente igual com os mesmos sabores e claro no mesmo formato. Fora que as linhas de produtos são praticamente iguais: Frutas, Ao Leite, Light e as maças de 1l ou 2l sempre nos mesmos sabores.
Acredito que este é um mercado carente de invoção pois, por mais que sorvete de chocolate é bom, sempre temos espaço para conhecer novos sabores. Daí a necessidade das industrias investirem em pesquisas e desenvolvimentos de novos sabores, sejam exóticos como cupuaçú, pequi, etc ou seja ir para a linha saudável com os sorvetes "naturais" a base de soja.
  



26 de mai de 2011

Só quero o que foi combinado

É fato. Se contratei um serviço , espero receber o que contratei não é verdade? Pois bem, daí o serviço contratado não funciona. 

No meu caso, como em grande parte da população de Divinópolis meu grande entrave chama-se internet (com qualidade). Uso sistema rádio da provedora de TV - sabem qual é né. Mas não reclamo do serviço em sí, reclamo da falta de comprometimento em manter o serviço funcionando em níveis aceitáveis. Fico pensando será que já pararam para pensar em quanto economizariam (e lucrariam) se conseguirem fazer com que o serviço funcione de verdade por mais de 30 dias?

Pois é isso que acontece comigo, funciona bem por 30 dias, depois vai só caindo. Para se ter uma idéia pago, digo assinei o plano de 1Mb  e hoje estou navegando a adoráveis 22kbps - devem imaginar o quando esta postagem demorou para sair né. Para quem não entende de dados técnicos, comprei um gol 0km e ele anda pior que um Fiat 147 detonado, ou ainda pedi no açougue 1kg de contra-filet e me entregaram 1kg de muxiba.

Daí pensar-se-emos (sei lá se existe essa palavra) será que o fornecedor do serviço acha que é mais rentável para ele oferecer mais muxiba do que filet e ficar com o lucro do valor pago? Mas será que ele esquece que de 30 em 30 dias tem que vir 2 técnicos aqui na minha casa para tentar achar o melhor sinal para melhorar só para os próximos 30 dias? E os demais clientes que ficam na mesma situação. É mais viável investir em equipamentos de qualidade, ou manter 40 pessoas, 10 carros só para ficar indo com muita frequência a casa dos clientes? Acho que vou separar um quarto em casa para o técnico, pois internet MASTERCABO do jeito que contratei só quando o técnico está aqui, pois assim que sai, já começa a cair.

23 de mai de 2011

Psicografadas

Deus tem lá suas escolhas e seus motivos para que as coisas aconteçam em determinado momento em nossas vidas.

21 de mai de 2011

Vai entendê *denovo

Vai entendê essa: 

Enquanto todos os dias nos mais diversos meios de comunicação, câmaras de vereadores/deputados, associações de moradores e entidades de classe discutem o mal que causa o uso de drogas pesadas como CRACK, COCAINA e afins, mas ficam putos da vida quando o ministério público e a polícia reprime manifestações defendendo o uso da maconha que É A MAIOR PORTA DE ENTRADA para essas drogas pesadas. Vai entendê!

20 de mai de 2011

Eita minha cidade...

Divinópolis é engraçada mesmo.
Só vale criticar.
Todos estavam fazendo pressão na questão do tratamento de esgoto, daí sai a tal decisão a respeito e sai todos criticando terem entregado a concessão a COPASA. Acredito se o munícipio tivesse assumido tal função todos criticariam do mesmo modo. O que vale é ser do contra entendeu?

Mas a minha opinião é de que a escolha foi acertada, afinal a empresa tem o domínio no processo, é a responsável por quase 100% do tratamento das cidades que dispõe deste serviço. Então para que gastar milhões em recursos num empreendimento que não se tem domínio algum, creamos que sai muito mais barato para nós (que de qualquer modo vamos pagar a conta) conceder este serviço a uma empresa Estatal/Privada que REALMENTE executará a obra, do que deixá-la sob responsabilidade política e como de costume, no meio da obra acabar os recursos. Né nosso hospital público.


Foto de Juliano Valela/Site prefeitura

14 de mai de 2011

Hino

Fale: nunca mais estará sozinho

Nunca mais vai estar sozinho 
Nickelback

O tempo está passando, muito mais rápido do que eu
E eu estou começando a me arrepender de não gastar
tudo isso com você
Agora estou, querendo saber por que
eu tenho mantido isso engarrafado aqui dentro
Então, eu estou começando a me arrepender de não dizer tudo isto para você
Então se eu não o fiz ainda, quero que você saiba

Você nunca vai estar sozinho
Deste momento em diante
Sempre que você sentir que está partindo
Não vou deixar você cair
Você nunca vai estar sozinho
Vou te segurar até a dor passar

E agora
Enquanto posso
Tenho aguentado firme com ambas as mãos
Porque sempre acredito que não há nada que eu precise além de você
Então se eu não o fiz ainda, quero que você saiba

Você nunca vai estar sozinho
Deste momento em diante
Se você se sentir que está partindo
Não vou deixar você cair
Quando toda a esperança estiver desaparecido
Eu sei que você poderá continuar
Vamos ver o mundo
Vou te segurar até a dor passar

Você tem que viver cada dia
Como se fosse o único
E se o amanhã nunca vier?
Não o deixe escapar
Poderia ser o nosso único
Você sabe isso tudo apenas começou
Cada dia
Talvez o nosso único
E se o amanhã nunca vier?
Amanhã nunca chegar

O tempo está passando
muito mais rápido do que eu
eu estou começando a me arrepender de não dizer tudo isto para você
Portanto, se eu ainda não disse, eu preciso que você saiba ...

Você nunca vai estar sozinho
A partir deste momento em diante
Se você sentir que está partindo
Não vou deixá-la cair
Quando toda a esperança estiver desaparecido
Eu sei que você pode continuar
Vamos ver o mundo sozinhos
Vou te segurar até a dor passar

E vou estar lá pra seguir todo o caminho com você
Não vou estar fora mais um dia sem você
E vou estar lá pra seguir todo o caminho com você
Não vou estar fora mais um dia sem você



Apenas 3 músicas

REACH (Alcançe)
Gloria Stefan




THE HEART NEVER LEARNS
Gloria Stefan


TAKING CHANCES
Celine Dion



29 de abr de 2011

Questões e minha resposta



Como você acha que a empresa poderá contribuir para o seu crescimento e como você poderá contribuir para o crescimento dela? 
A empresa contribui para o meu desenvolvimento me possibilitando atuar numa área que gosto e que oferece boas ferramentas para meu desenvolvimento. Vou contribuir para o crescimento com empenho, trabalho focado para o resultado em deixar de ser atento aos detalhes.

Conte um projeto ou trabalho no qual a prioridade foi mudada no meio do mesmo. Qual era o projeto? Quais eram as prioridades? Qual foi a mudança? O que você fez? Qual foi o resultado? O que você sentiu? 
Na época era responsável pela atualização do planejamento estratégico da planta onde trabalhava e estava empenhado em manter que os projetos fossem cadastrados no software de acompanhamento no prazo hábil. Neste trabalho a prioridade era que os projetos fossem cadastrados corretamente com indicadores, objetivos estratégicos, planos de ações e metas. A mudança foi que o comitê executivo global solicitou uma reunião de check na planta para dalí uma semana e fui direcionado para fazer toda a preparação desta reunião com programação de viagens, transportes, e principalmente toda a apresentação (Powerpoint) do que os gestores gostariam de ver de resultados da planta. Isso trouxe uma grande demanda de serviço em muito pouco espaço de tempo. Concentrei no mais rápido que era preparar as viagens e transportes e depois com o auxilio dos geradores de resultados (controladores dos indicadores) concentrei na confecção da apresentação seguindo as solicitações/recomendações. O resultado foi que a reunião saiu conforme desejado com os deslocamentos ok e a apresentação certa de acordo com o solicitado. Meu sentimento num primeiro momento foi de aperto, pois sabia da importância da reunião e da imensa responsabilidade que foi atribuída a mim (na época estágiario), depois foi um sentimento de contentamento muito grande em saber do trabalho bem realizado. Este trabalho me gerou reconhecimento pelo gestor da planta e contribuiu para minha efetivação no setor de planejamento estratégico da planta. 

Descreva uma situação na qual você tinha um objetivo que ninguém acreditava que pudesse alcançá-lo e você conseguiu depois de ter vencido muitas barreiras. Qual era o seu objetivo, quais foram as barreiras e o que fez com elas? Qual foi o resultado? 
Fui dispensado da siderurgica pela crise econômica de 2008, então depois de ficar um período desempregado, fui contratado por uma transportadora, o nível de pessoas era bem diferente, pois vim de uma multinacional com foco global e comportamento dos colaboradores totalmente voltados para resultado e fui trabalhar numa empresa com nível de formação das equipe baixa (grande maioria só com ensino médio), via grandes oportunidades de melhoria no setor, mas enfrentava grandes barreiras culturais na empresa. Aos poucos fui trabalhando com cada um e demonstrando que pequenas mudanças na forma de trabalho poderia melhorar nossa eficácia e principalmente melhorar o atendimento a nossos clientes. Com o tempo consegui convencer a equipe que trabalhava comigo que estas mudanças eram bem vindas e foi incorporada a rotina de cada. Consequentemente nossa rotina foi melhorada e colocamos o atendimento a clientes no padrão desejado.

28 de abr de 2011

Sejam práticos. Acertem o FOCO

A população do Bairro Jardim Bethânia aqui em Divinópolis, chamou a TV para reclamar das condições de determinada rua no bairro. Lá foram a equipe de TV e o Sr. Adilson Quadros - secretário municipal responsável pela obras na cidade. Enfim como de costume, o secretário disse que o município não disponha de recursos (+- R$20mil) para realizar o calçamento da referida rua e que poderia ser feito um paleativo no local (que vai embora na próxima chuva). Também disse em entrevista que o Sr prefeito vem buscando recursos junto ao Estado e ao Governo (Federal) além de empréstimos para custear a manutenção da cidade.
Daí estava pensando durante a reportagem, ao invés de endividar a cidade, de se passar por pedinte constante para as esferas estaduais e federais, não seria mais viável para o Governo local ir em busca de empresas que possam se instalar no município e gerar renda para a cidade? Mas para a população parece que esta estratégia não é interessante para a administração, pois quando ouvimos falar da instalação de uma grande empresa na cidade? PROEMA? se não me engano foi só conversa eleitoreira afinal o projeto não está parado? E outras? Quais são outras grandes empresas que anunciaram sua instalação em nossas terras nos últimos 2 anos?

Gostaria muito que nossos planejadores municipais, responsáveis pelo desenvolvimento local respondessem a esta indagação, mas por favor, se responderem não respondam com argumentos politicos já muito conhecidos, respondam com algo prático, acertivo e conclusivo - talvez assim, temos contato com x empresas que manifestaram intenção em instalar em nosso município e já estamos em fase final de acerto para instalação delas na cidade. Sim?

27 de abr de 2011

ESCape

Vigiando o twitter eis que me deparo com um post: : AVISO VISO IMPORTANTE AOS MORADORES DE DIVINÓPOLIS@blogdoescape #escape


Eis que minha curiosidade me fez ir até o tal site. E não é que tive uma grata surpresa em ficar deslumbrado com o blog pelo que entendi colegas da Newton Paiva - provavelmente do curso de comunicação. Um blog super legal que vale a pena ser conferido!!! Quem quiser conferir o blog é http://blogdoescape.blogspot.com


Agora fiquei curioso em saber o que vão aprontar em Divi:



Mas de verdade gostei muito da identidade visual, do cômico, da forma organizada e muito bem humorada de apresentar os assuntos.

"Que país é esse..."

Uma tremenda SALVE para o produtor musical da novela Insensato Coração (Globo 21h) acho que pela primeira vez (que eu tenha visto) souberam fazer um trabalho muito bem feito em juntar a idéia a ser transmitida, com a cena casando com o fundo musical.

Para quem não assistiu o final do capitulo de hoje (27/4) o banqueiro pediu para sua esposa fosse "eliminada", digamos assim, isso porque ela o denunciou para a Policia Federal por crimes financeiros. Então a pobre esposa teve a mangueira do freio de seu belo C3 Picasso cortada e veio a capotar e explodir. Mas aí que vem o legal, ao invés das tradicionais trilhas de suspense, eis que nossos amigos produtores musicais colocam a majestosa música do saudoso Renato Russo que país é esse.

Tudo a vêr. Digo "A GENTE SE LIGA EM VOCÊ”

26 de abr de 2011

Me dou bem

Quer me deixar feliz e me ver muito motivado é me dar um problema para resolver.

Vai entender né? Tem gosto pra tudo. Enquanto tem gente que foge ao máximo de problemas eu curto muito solucioná-los, pra mim é muito motivante entender o que acontece e trazer soluções. Principalmente quando tem que analisar - sou fã de relatórios e levantamentos.

Então quer ajudar para achar a solução?

25 de abr de 2011

Restauração

No post anterior descrevi como é passar pela depressão, agora vou falar um pouco do que vivi depois.

A maior crise foi no fim de 2008 - justamente na época que estava terminando a faculdade, estava bem no emprego, e o resto do mesmo jeito. 2009 começou dramático, por causa da crise econômica a empresa que trabalhava teve que reduzir quadro pra conter custos e fui dispensado. Justamente no momento que estava com bons objetivos pra lá, afinal trabalhando numa multinacional diretamente com o diretor da planta. Foi uma barra viu, você ver todos os seus objetivos, sonhos e tal se ruindo como castelo de cartas. Me lembro que o pior de tudo não é ser demitido e sim como vou dar a notícia em casa?

Enfim nesse ano foi o período que contei que fiquei recluso em casa (9 meses) e onde fui aprendendo a lidar com o EU MESMO. Nesse tempo que estive com os olhos voltados para mim, pode aprender como sou e lhe dar com minhas dificuldades, tentar entender por que cobrava tanto das pessoas e por que eu estava isolado pelas pessoas.

Nesse tempo me interessei um pouco pela meditação e pela filosofia Budista de busca da cura interior. Então passei a praticar a paciência e com isso consegui controlar grande parte de minha ansiedade. Aprendi a esperar o tempo certo para as coisas acontecerem. Não esqueço da frase que ouvi: Se o ônibus vai passar 14h30 não adianta 12h você já estar no ponto esperando. Isso não vai alterar o horário que o ônibus passará só porque você está no ponto 2 horas antes.

Aprendi a ter compreensão para lidar com a frustração. Ou seja, se convidei você para ir assistir um filme e você não quer ir, não vou ficar alucinado como antes por causa disso. Entendo que ou você tem outra coisa para fazer ou simplesmente não quer ir. Essa ainda é a parte mais difícil pra mim, essa questão de ter amigos com quem sair e tal. Não sei se me isolei do mundo, ou por outro motivo o mundo me isolou - ainda não tenho a resposta para isso.


Hoje, ainda tenho lá minhas dificuldades, mas sou mais sereno, mais respeitoso em relação a outras pessoas e ouço com mais atenção suas opiniões e sugestões. 


Enfim a depressão é uma fase muito ruim na vida de todos, mas quando se passa por ela e supera você fica mais forte mais resoluto em relação ao mundo e tal. E vamos crescendo, fortalecendo e desenvolvendo.

24 de abr de 2011

Depressão


Hoje ao acaso estava assistindo o programa da Eliana no SBT e lá estava a Paula Fernandes sendo homenageada com alguns depoimentos sobre tua trajetória. Curto ela de montão, um tremendo vozeirão sem falar da pessoa excepcional que ela passa ser.

Em determinado momento ela disse a seguinte frase: "Ter depressão é a oportunidade de conhecer sobre você mesmo".

Aí eu imediatamente lembrei de minha história com este mau. Tudo começa aos poucos, independente da origem - seja por problemas de relacionamento amorosos, seja por dificuldades com pessoas (pais, amigos, etc) ou seja por problemas na faculdade e no trabalho. No meu caso foi meio uma junção de um bucado destas coisas.

E o tempo vai passando e dentro de ti vai crescendo certos sentimentos, certas angustias, certas vontades que você não as entende, e pior - elas acabam coordenando como você será (sempre é algo ruim). Neste momento você começa a brigar com as pessoas que gosta, começa a ser possessivo, neurótico e diria um pouco perigoso. Essa a primeira fase da doença (ao menos pra mim).

Num segundo momento isso tudo que antes você sentia por outras pessoas (raiva, inveja, ciumes) volta pra você em forma de desespero, desilusão, frustração e o pior estagnação - você se entrega ao nada, ou seja, aquilo de não querer sair da cama, um nó imenso na garganta, enfim uma profunda vontade de sofrer. É engraçado que nesse momento, pelo menos eu, queria que as pessoas notassem que estava mal (necessidade de ser notado) e isso alimentava a primeira fase.

Daí entra em ação o fator importante: depressão se cura primeiro sabendo que é amado, segundo com força de vontade pra lutar.

Minha família é naturalmente afastada, ou seja, não aprendemos a ser afetuosos, não aprendemos a demonstrar a preocupação pelos outros. E por mais que eu demonstrasse isso em casa, não ouvia um o que está acontecendo com você, ou um o que há. Sabiam que algo não estava bem comigo, mas não se manifestavam. Amigos? Estes foram as minhas maiores vitimas - como sofreram comigo nessa época. No trabalho, conseguia disfarçar, na faculdade não havia mais interesse nenhum - cheguei ao ponto de abandonar meu TCC de largar tudo e por consequência prejudicando meu companheiro no trabalho. Acho que cheguei ao apse do desespero. Muitos pensamentos ruins - queria ser notado de qualquer modo, de qualquer forma. Minha mente já havia se contaminado e estava totalmente transtornada. Qual a melhor forma de chamar a atenção? Na minha mente só vinha uma coisa: MORRER, afinal no seu velório todo mundo vai, todos sentem algo por ti e tal - era tudo o que queria. Mas a vontade de viver, mesmo que mínima prevaleceu (ainda estou por aqui).

"Cara", sozinho tomei a decisão mais importante, preciso me tratar, do fundo queria reverter o que acontecia comigo. Procurei uma psicológica e começei o tratamento muito devagar, tive que abandonar por que não conseguia mais pagar pelas sessões. Não senti resultado algum, pois o meu eu continuava do mesmo jeito. Por mais que procura apoio nos amigos, com quem me sentia a vontade, não conseguiam me ajudar, pois um pouco dos meus "problemas" estavam neles. Daí fui lutando contra mim, no popular aos trancos e barrancos. E por assim foi mais alguns meses. Resolvi retomar o tratamento com outra profissional, melhor e também procurei um psicologo e um psiquiatra que me receitou um anti-depressivo que foi sensacional - me deixava grogue ou seja, você não consegue sentir nada, seja bons sentimentos ou ruins, mas muitos efeitos colaterais. De novo - a dificuldade financeira fez eu parar o tratamento. Não esqueço uma vez que encontrei um amigo e disse que precisa de ajuda e ele disse para de palhaçada - aquilo pra mim foi você pedir socorro e a pessoa virar as costas.

Enfim, as coisas que já não eram boas foram piorando. Perdi o emprego que até então era meu refugio, briguei com os amigos que estavam ao meu redor, e pra valer em isolei no meu mundo perigoso. Sabe aquele dito - mente vazia é oficina pro diabo? É a mais pura realidade. Nestes momentos bem angustiado tudo o de ruim volta a tua mente. Uma vontade de vingar das pessoas que "não me ajudaram", de acabar comigo. Nessa época, não saia do meu quarto, não tinha interesse em nada, me isolei do mundo e ao mesmo tempo cobrava por que o mundo tinha se esquecido de mim.

Lembrando novamente da frase da Paula Fernandes - "é na depressão que você se conheçe", foi nesse momento que eu voltei mais pra dentro, voltei pra mim e  acho que consegui contornar e controlar este mal que atingia. Por mais dificuldades que existam resolvi lutar ou ao menos me conformar com a situação. Se antes eu achava que precisava de amigos para sair, pra fazer alguma coisa; aprendi a fazer o que gostaria sozinho. Isso significa ir no cinema só, num barzinho comer uma porção de filé com fritas a simplesmente a se contentar em você ser sua companhia. Acho que até hoje (ainda) sou assim. Não entendo bem por que tenho dificuldades com pessoas - acho que é algo da minha personalidade muito forte que  fazendo um trabalho para contornar minhas dificuldades, a mesmo sozinho procurar a me entender melhor.

Enfim, hoje consigo controlar grande parte da minha ansiedade, a ter mais paciência principalmente com as pessoas. Por maior que seja a dificuldade, aprendi a ter serenidade de analisar depois - não no calor do momento, por mais que a primeira coisa que venha a mente é uma idéia de fuga, é preciso deixar aquilo passar, ser novamente grogue e esperar o momento certo para entender o que aconteceu. Ainda não compreendo porque certas coisas acontecem comigo, aos poucos vou tentando entender. Mas o mais importante que se deve guardar deste texto é que você se faz doente, é você que se faz curado. É preciso saber o momento de tudo, saber contornar as imensas barreiras que estão lá te segurando, mais se mantiver ao mínimo um pouquinho só de VONTADE você vence. Não que num momento ao outro, você se sentirá ou será outro, mas vai estar melhor e caminhando para algo bom. Eu me sinto nessa caminhada, ainda com grandes barreiras e quedas, mas vou continuar firme até quando me permitirem.

De efeito colateral, digamos assim que guardo uma tristeza pelas amizades e companheiros que perdi. Por algum momento de chateação que provoquei e me sinto ainda um pouco ressentido com alguns fatos, mas vamos ver o que virá né. Afinal tô caminhando, só não sei para onde...

Observação: Repare que em nenhuma parte do texto falo de Deus ou religião é porque tenho uma relação diferente com esses fatores, assunto para um outro post.

Injustiça

"Anima-te por teres de suportar as injustiças; a verdadeira desgraça consiste em cometê-las." (Pitágoras)

O se faz quando você foi vitima de uma injustiça que por tal, de certo modo acaba com seu futuro, ao pelo menos com seus objetivos. 
Eis que me sinto assim, mas sinto que devo corrigi-la, pois analisando todas as situações, creio do fundo de minha alma que não aji ou atuei errado ou que o intuito de prejudicar alguém. Muito menos passar por cima.

Qual é o seu perfil?

Fala-se que cada um tem lá sua habilidade especial, aquilo que és bom. Então qual a minha?

Daí talvez minha dificuldade de firmar em algum lugar, pois gosto de várias coisas diferentes, mas de verdade tem algo que gosto muito: do planejamento.
Esta é talvez a área que eu melhor me encaixe. Passei a planejar e gostar (muito) de planejamentos, planos de ação, indicadores, fatores de risco e etc, etc, com o saudoso Cláudio Leite (meu gestor na Gerdau) que a seu modo de "sempre pedir no limite, para superá-lo e ter um novo limite".

De acordo com o teste de ánalise de comportamento que fiz eis o eu: 
O perfil de Agnelo indica que ele é uma pessoa que costuma tomar a iniciativa nas situações, em vez de ficar esperando que outros tomem as decisões e dêem o primeiro passo. É capaz de correr riscos e até mesmo de enfrentar outras pessoas se considerar que isso é indispensável. Em ambientes mais tranqüilos tende a se mostrar mais amigável, já que sente menos necessidade de agir com assertividade. Agnelo é uma pessoa que tem iniciativa e firmeza, trabalhando de forma dinâmica e voltada para resultados. É capaz de correr riscos se considerar que estes são indispensáveis para alcançar seus objetivos profissionais. Seu estilo também traz
flexibilidade, permitindo que ele saiba se adaptar sem muita dificuldade a diversos tipos de ambiente.

É realmente esse realmente é o Eu. Saber quem somos é bom para ajudar nas situações rotineiras e é importante que quem trabalha conosco também tenha conhecimento deste nosso perfil - pra ficar mais fácil o relacionamento. O grande dilema está justamente aí em como os outros entendem o teu perfil e o teu modo de ajir/trabalhar de acordo com seus princípios e tal.

Mas tô mais decidido agora a tomar mais cuidado no relacionamento do meu perfil com os demais perfis, vamos ver o que vira.


3 de abr de 2011

Não me queira mal

Começou quando senti uma arrepio muito forte quando a pessoa estava do meu lado, a partir daí muita coisa (ruim) começou a aconteçer, depois quando estava a sós com a pessoal senti-me sendo estrangulado, foi quando percebi que um grande mal emanado da pessoa estava me atingindo.

Sempre me considerei forte, e protegindo contra estas energias, mas esta foi muito forte e destrutiva. Não consegui me proteger. 

Nunca desejo e muito menos quis o mal a alguém, ao contrário, sempre pedi e desejei que as pessoas ao meu redor sempre estejam bem com o mundo e consigo mesmas. Mas percebo que as vezes a luz branca incomoda e gera na luz negra uma vontade muito grande de se vingar. 

Mas acima de tudo, acredito que as luzes do bem quando unidas são muito mais fortes e acredito que Deus e meu guia me auxiliaram a ter um bom aprendizado disso tudo e continuar muito forte na minha missão.

Como é morrer

Eu senti tudo!

Senti num primeiro momento um clarão como algo que me atinge, depois senti um ardor muito forte emanado peito e seguindo para o pescoço e para todo o corpo. Depois começo a sentir a falta de ar sempre crescente, sinto me repousado no chão, tento falar, não consigo, só consigo desesperadamente olhar para as pessoas que me cercam tento olhar seus rostos e dizer algo mas não consigo. Só vejo seus rostos se tornarem vultos e terminando tudo numa completa escuridão. Mas ainda continuo sentindo tudo, as pessoas me tocando, me movimentando. Sinto ser colocado na maca pelos bombeiros e toda a movimentação do resgate até chegar ao hospital. Lá na sala de emergência me desligo do meu corpo e volto ao lugar onde recebi um tiro certeiro no peito. Vejo o policial pegar meu celular no chão, ver meus contatos e ligar para meu irmão. Nesta hora já estou no quarto de (irmão) e vejo o telefone tocar e o PM dar a notícia. Sinto o desespero dele - o que fazer agora e ao mesmo tempo um nó na minha garganta. Uma vontade de chorar, mas sem conseguir. Sem saber o que fazer ele liga para meu tio e informa que meu corpo está no hospital.

Estou na casa de meu tio agora, ele demora a assimilar e conta pra minha tia. Posso sentir as emoções que eles sentem - os pensamentos que vem a suas cabeças. Meu tio também sem saber muito o que fazer, liga para minha tia, já estou lá também, o mesmo baque, as mesmas emoções. O pensamento dela é o que fazer, imediatamente pensa em contar para meus pais. Neste momento sou transferido para cada de meus pais onde minha mãe está acordada e angustiada na cozinha, sinto o seu pressentimento de algo ruim.

Neste momento volto para meu irmão, que está na rua a caminho do hospital, seus pensamentos são sobre mim, lembrando de coisas - sinto o aperto no peito dele que é igual ao meu. Minha tia, já está a caminho da casa de meus pais. Meu tio já chegara ao hospital.

Volto a casa de meus pais, onde minha mãe ouve um carro parando na porta, os cães latindo e tem a confirmação de que algo aconteceu, meu pai acorda também com minha tia chamando o nome dele. A pulsação deles é fortíssima. Ouvindo minha tia contar do acontecido, foi uma dor imensa, pois senti a dor de todos ao mesmo tempo, um desespero uma vontade de gritar, de tentar falar algo e não consegui.

Depois disso estou no meu velório onde vejo as pessoas que gosto chegando, sinto o seus corações. Sinto os que me amavam, os que gostavam de mim, os que se sentiam arrependidos de alguma coisa, os culpados, sinto todas as emoções de todos. Depois de algum tempo começo a sentir uma paz e uma leveza imensa, como se eu não tivesse mais nada pendente, uma sensação de nunca estar tão bem, tão feliz

Vejo eu sento enterrado, não sinto a emoção das pessoas, continuo leve com um semblante feliz, contente de passagem cumprida. Depois disso - nada.

Se você pode ao ler este texto sentir estas emoções que descrevo, deve imaginar o tal sofrido que é você sentir a dor das pessoas, então aproveite agora que ainda é possível e estaja com todos os que você quer bem, os que você deve ajudar e principalmente o que de quem você deve ter ou dar o perdão. Pois o perdão é chave para a paz, para uma boa travessia e principalmente para que a pessoa que deu o perdão ou que foi perdoada esteja em paz também.
Ninguém deve deixar aqui mágoas, ressentimentos ou angustias para serem resolvidas depois. O momento de resolver nossas emoções é enquanto ainda estamos aqui, porque senão você estará impedindo sua evolução espiritual.

9 de dez de 2010

Caso WIKILEAKS e o filme V de Vingança


Recentemente não teve outra notícia de destaque senão a divulgação das conversas das diversas embaixadas americanas ao redor do mundo, com seus comentários, sugestões e opiniões sobre praticamente tudo. E o grande responsável por esse escândalo ou revelação de correspondência secreta foi o site especializado em "fofocas" e revelar documentos secretos Wikileaks.
>>SE NÃO SABE DO QUE SE TRATA LEIA UM RESUMO DA BBC AQUI<<


Mas o que tem a ver o caso Wikileaks e o filme V de Vingança? Vamos por partes:


O filme "V" mostra a Inglaterra sob o controle de um regime tirânico. Nela, as pessoas são vigiadas constantemente pelo Estado no estilo de 1984, de George Orwell. Neste cenário de opressão surge o codinome V. Vestido com uma capa e máscara ele enfrenta o sistema com táticas de guerrilha terrorista e representa a única esperança de liberdade contra o fascismo que impera. Basicamente no filme 'V' mostra um cara que luta contra o poder atual e mostra a população quem realmente são seus governantes. 


É o mesmo que o Wikileaks vem fazendo hoje, mostrando ao mundo como funciona o governo americano e sua (adorável) opinião sobre o mundo.
No filme 'V' instiga a população a lutar contra o regime, marcando um dia e um horário para que todos se unam, vestidos com a máscara e que destruam o poder imposto. Após o site divulgar os documentos secretos, o mesmo está sendo vitima de praticamente o mundo todo que não nem imaginar o que mais pode ser divulgado criando embaraços e perigos diplomáticos. J. Assange fundador do site já fez o seu trabalho de 'V' e está sendo perseguindo por todos (atualemente sobre custódia da Inglaterra. Agora a população está fazendo a parte dela. E isso está acontecendo, várias ações sibernéticas estão ocorrendo neste momento em prol da causa Wikileakista e em defesa de seu perseguido fundador Julian Assange. 


Como funcionam estes ataques: sob o comando de um grupo chamado anonymous (anônimos em inglês) e com a colaboração de aproximadamente 3mil voluntários (pessoas) e 30mil máquinas (através de vírus que usam as maquinas dos infectados em interesse da causa) estão atacando empresas ou organizações que estão cendendo a pressão do governo norte americano  e estão "abafando" o site. É o caso da Amazon.com que se negou a hospedar o site e as operadoras de crédito Visa e MasterCard, além do site de pagamentos PayPal que negaram a receber as doações para o wikileaks.


Os ataques funcionam enviando simultaneamente diversas solicitações de serviços aos sites o que faça com que o mesmo atinja a sua capacidade de operação e trave ou saia do ar. Algumas pessoas que manifestaram-se contrários a divulgação dos documentos também foram vitimas (geralmente suas páginas pessoais sairam do ar). Mas o Wikileaks também está sendo vitima de forte pressão dos que não querem a divulgação. Não é o mesmo que foi feito no filme 'V'? Com ações coordenadas e mocinho ou vilão sei lá, foi derrubando um a um os responsáveis pelo atual regime, ao ponto de todo o comando ter caido e assim devolvendo a liberdade a população. Será que isso acontecerá hoje? Será que todos nós realmente saberemos o que realmente são os USA???

5 de dez de 2010

50 anos

Hoje tem muito relacionamento que começa e logo termina por vários motivos. E em meio a esse novo jeito de ser casado, em que as relações são de curta duração temos a felicidade de encontrar casais que superando todas as dificuldades completam 50 anos de casado a famosa Bodas de Ouro.
Conversando com o casal me falaram que a base que fortaleceu a relação durante todo estes anos foi a paciência, saber entender o outro e principalmente FELICIDADE.
Parabéns ao casal "Fiinho" e "Lilica" ou Lázaro e Edelfonsa.
Segue as fotos da benção e da recepção dia 4/12 em Marilândia




1 de dez de 2010

Eu sou uma coruja


A coruja conecta com todas as partes do ser, e permite vencer o temor e aprender a qualidade da consciência do existir e do fluir em todos os níveis.

A coruja traz como significado "o ver a totalidade", ou seja, ela, através da sabedoria, nos dá a possibilidade do ver as coisas na sua totalidade, o consciente e o inconsciente. Esse animal tem a capacidade de ver na escuridão, o que significa também ampliação dos limites da percepção. A coruja conecta com todas as partes do ser, e permite vencer o temor e aprender a qualidade da consciência do existir e do fluir em todos os níveis.
Os poderes da coruja são a clarividência, a projeção astral e a magia. Na essência, a coruja vê o que os outros não vêem, e pode ter mais percepções a respeito de outras pessoas do que de si mesma. Mas mesmo assim, o poder desse animal pode ser invocado para que a pessoa desperte a capacidade de olhar para si mesma, em busca de uma visão mais íntegra a respeito de si, ou de aspectos que ainda permanecem obscuros e precisam ser vistos.

Na tradição Guarani, o Grande Espírito, Pai-Mãe Criador, Ñamandu, manifestou-se na forma de um colibri e também na forma de uma coruja, criando a sabedoria.

29 de nov de 2010

Fazendo a lição de casa

A alguns dias estava discutindo com 0 Eduardo(@ehstbr) no MSN  sobre as marcas de Divinópolis em relação a trabalho de comunicação, aproximação com público alvo, trabalho de marca e não de produto. Enfim resumindo comentei que a grande maioria das empresas locais tem seu foco voltado em produto, não na marca (que é mais valiosa) e que acho este modo de pensar equivocado pois perdem a identidade e de carona a oportunidade de fincar raízes no mercado.
Mas para feliz surpresa, ao entrar no site da Dyfteria (http://www.dyfteria.com.br/2010/2/) fiquei contente quando cliquei no link "News DY" e vi que a empresa tem uma preocupação em produzir conteúdo para o seu público. Mas não qualquer conteúdo: são notícias, dicas e sugestões que associam a marca ao gosto de suas clientes. E por consequência gera satisfação e fidelização - qual empresa não deseja isso?
Deixo meu parabéns a empresa pela boa estratégia e pela visão de clientes e fica a dica para as demais: façam o mesmo. Tem retorno.


Falo isso por que  acho que ajuda a marca a se aproximar mais de seus clientes. Por que muitas vezes eles ficam imaginando, 'hum tô comprando essa calça, será com o quê ela combina'? Se ela achar no site da marca, ou mesmo um folhetinho que vem junto ao produto ela vai ficar plenamente satisfeita e claro na hora de comprar novamente vai imediatamente lembrar da marca.

A cidade produz moda

E a nossas confecções estão produzindo.


Que bom que o tempo em que a cidade produzia moda popular e com qualidade questionável se foi. O que podemos notar agora são marcas bem produzidas de olho em tendências e no gosto dos consumidores. Modelos bem planejados usando materia prima de qualidade.


Abaixo algumas fotos do lançamento da coleção verão/2011 dos lojistas do JK Shopping.